Novos tempos e continuemos aprendendo

por: Adiel Lages| Divulgação: Sebrae-PE

Entramos em um novo ano! Você, que é um empreendedor nos bairros da Região Oeste do Recife e sobreviveu às dificuldades no final de 2017, mas que para isto, teve que cortar os brindes de final de ano como os tradicionais calendários, usou toda criatividade para enfeitar a loja no natal, sem falar no aperto para pagar o 13º dos funcionários. Está na hora de respirar!

Diria o compositor Ivan Lins: “No novo tempo, apesar dos castigos. Estamos crescidos, estamos atentos, estamos mais vivos. Pra nos socorrer”. Esse crescimento/aprendizado que juntamos nas lutas do dia-a-dia, pode fazer a diferença para construirmos um 2018 com inovação no atendimento ao cliente que frequenta o nosso restaurante, salão, escola, loja, padaria, farmácia, etc. É isso que pode permitir que o empreendimento chegue ao final de 2018 melhor do que começou!

E como isso pode fazer a diferença?

Através daquilo que chamamos de  Gestão do Conhecimento.

Quando a gente fala de conhecimento em Administração de Empresa, não está se referindo àquela forma popular de falar de gente que tem “muitos amigos influentes”. Isso tem a sua utilidade, claro. Mas agora estamos falando de informações significativas para o negócio, e que ultrapassam a “mente do dono da empresa” para se transformar em ferramentas práticas, de modo que as pessoas que participam da empresa: colaboradores, sócios, fornecedores e parceiros, possam gerar maiores ganhos para os clientes e consequente retorno financeiro para a empresa que lhes proporcionaram esses ganhos.

Conhecimento é o aprendizado colocado em prática.

A Gestão desse conhecimento é aquilo que o “dono da empresa” (o empreendedor) faz para que esse aprendizado gere resultados, à medida que sabe dirigir as ações certas, através das pessoas certas, no tempo e no local certo, da maneira adequada.

Não é bem “o olho do dono que engorda o caixa”, mas a gestão do empreendimento é que gera o lucro necessário, a medida que as ações de sua empresa são direcionadas para a satisfação dos clientes, oriundo do esforço de quem diretamente ou indiretamente, compõe essa empresa.

Pronto para fazer uma boa Gestão do Conhecimento em sua empresa no ano de 2018?

Deixe uma mensagem