Funcionários da Chesf voltam a trabalhar após 15 dias de paralisação das atividades.

Em greve desde o dia 1º de junho, o trabalhadores da Chesf, empresa localizada no bairro de San Martin, voltaram ao trabalho na segunda-feira (15/06/2015).

A paralisação nas atividades serviu para exigir da empresa o pagamento da  Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de 2014. A greve aconteceu em consonância com o movimento nacional, que envolveu Chesf e Eletrobras.

A categoria sinalizou que iria fazer o movimento de greve ainda no mês de maio, quando promoveu paralisações.

“Nós vimos os resultados operacionais da empresa. Mesmo com menos funcionários, a produtividade aumentou. Os trabalhadores merecem receber a PLR. Estamos cobrando um direito nosso, de pessoas que se desdobram para manter a empresa funcionando”, declarou  Fernando Neves, diretor intersindical do Sindicato dos Urbanitários de Pernambuco (Sindurb-PE), em entrevista ao Diario de Pernambuco.

Após negociações, uma assembleia, que contou com grande número de funcionários da Chesf, realizada nesta segunda, aprovou, com ressalvas do Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE), a proposta de pagamento da PLR da Eletrobras.

Reclamações - Durante o movimento de greve, moradores da região se queixaram que os funcionários da empresa  ultilazam praça pública localizada ao lado da sede como estacionamentos para veículos.

Deixe uma mensagem