Do sucateamento ao abandono. O que fazer para continuarmos acreditando no SUS?

por: Peixe

Nos dias 16, 17 e 18 de dezembro acontece no Centro de Convenções, em Olinda, a 11ª Conferência Municipal de Saúde do Recife, com o tema: “O Recife na luta pela defesa do SUS, através do controle social”. As conferências são importantes instrumentos de controle social. É o espaço onde a população, a cada dois anos, discute e vota por melhorias na prestação de serviços, cuidado ao usuário e financiamento referentes à saúde pública. As decisões tomadas nesta Conferência terão reflexo direto na saúde dos Recifenses e construirá o Plano Municipal de Saúde para os próximos quatro anos.

por: Osvaldo Morais

por: Osvaldo Morais

As etapas preparatórias para a conferência começaram desde julho quando foram escolhidos os pré-delegados que iriam concorrer, posteriormente, a uma vaga de delegado. Delegados são pessoas da população que, por meio de votação, foram selecionados para discutir e decidir as deliberações em uma conferência. Na segunda etapa, chamada de fase Distrital, os candidatos a delegados dos seis distritos sanitários de Recife se reuniram para discutir o documento que norteará as discussões acerca de assuntos como: atenção básica, atenção especializada, vigilância à saúde, gestão do SUS, controle social, entre outros, na conferência. O Distrito Sanitário V que engloba os bairros de San Martin, Afogados, Bongi, Mangueira, Mustardinha, entre outros realizou sua etapa Distrital no dia 05/10/13, na Escola Estadual Amaury de Medeiros, no bairro de Afogados.

Estruturas precárias, falta de recursos humanos e serviços sobrecarregados são situação da vida cotidiana que devem ser combatidas. É do conhecimento de todos o sucateamento por que vem passando alguns serviços de saúde, e a dificuldade do usuário em receber atendimento, seja ele em uma Unidade de Saúde da Família ou em um Hospital de grande porte. As conferências são importantes instrumentos de controle social e o respeito às deliberações deve ser o norte deste e de futuros governos. Portanto, todo usuário de serviços de saúde deve ficar atento às conferências e ajudar a construir uma saúde pública de qualidade e universal, onde sejam respeitados os princípios do SUS e de cada indivíduo.

Deixe uma mensagem